Google+ loadbongsnotguns: Review: Mars Red Sky - Stranded in Arcadia [2014]

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Review: Mars Red Sky - Stranded in Arcadia [2014]



Dizer que, o Mars Red Sky, é uma das bandas revelação do cenário stoner/psicodélico atual é um pouco forçado, assim era como eu pensava, até que os vi aqui no Rio, em Setembro do ano passado, o evento organizado pela Abraxas e que estremeceu o MOFO, foi mais do que convincente pra eu mudar de ideia. Sabia-se na ocasião que eles estariam finalizando a turnê aqui no terceiro mundo e estariam entrando em estúdio para gravação do Stranded in Arcadia sucessor do disco debutante. Devido aos problemas para entrar nos EUA o disco acabou sendo todo produzido e gravado aqui mesmo no Rio de Janeiro, o feito foi liderado por Gabriel Zander no Estudio Superfuzz, e em uma semana o disco ficou pronto, meteram os 3 numa sala toda microfonada e tudo foi gravado ali mesmo ao vivo, no cru. Já os vocais foram mixados depois e aplicados ao som, ficou foda!

Ao começar a ouvir o disco, de preferencia faça isso “não sóbrio”, você vai ver que a evidencia de Stranded in Arcadia ser um trabalho mais maduro que seu antecessor é descarada, achei este aqui bem mais dinâmico e até mais arrastado que o anterior. Vou tentar desenrolar um pouco do disco para vocês, vamos lá! A space trip de 45 minutos começa de cara, nos primeiros momentos de The Light Beyond, e a densidade prossegue em Hovering Satellites fazendo das duas as mais pesadas do disco, Holy Mondays e Join the Race são mais melódicas, assim cadenciando a pegada inicial do disco, a equalização e timbre de vocais do Julien Praz e Jimmy Kinast nestas musicas ficaram do caralho. Ná metade do disco vem Arcadia, totalmente instrumental é a mais psicodélica e progressiva do disco e te deixa sem combustivel no meio da galaxia, Circles e Seen a Ghost fecham o disco com a mesma pegada impecavel das músicas 2 e 3, para acabar Beyond The Light faz a nave aterrisar em solo firme, é composta de uma reprise curtinha e mais calma do música abre alas.

Resumindo, Stranded in Arcadia é um disco super equilibrado, cheio fuzz e com riffs poderosos, solos bem desenhados, onde a equalização de melodia e peso torna a banda singular. Posso dizer que estou ansioso para rever o MRS em terras de macaco e gostaria de dar parabéns para a rapaziada que fez a coisa toda acontecer aqui no Brazil, obrigado!

Muito recomendo este disco.

Obs: A primeira imagem é do EP recentemente lançado. Justo colocar aqui já que é a cara do Rio de Janeiro.

Tracklist:
1. The Light Beyond
2. Hovering Satellites
3. Holy Mondays
4. Join The Race
5. Arcadia
6. Circles
7. Seen A Ghost
8. Beyond The Light

Nota: 5/5